Buscar
  • Danillo Bettoni

Feedback e a sua importância no dia a dia

Atualizado: 29 de Out de 2019

Por que será que o feedback é tão importante no nosso dia a dia?


Primeiramente vamos falar sobre a nossa imagem que pode ser composta por diversos elementos (roupa, postura, forma de andar, sentar, expressão facial, penteado, cor da pele e por aí vai). A grande maioria da população com raríssimas exceções possui uma "habilidade" de autoavaliação de uma outra pessoa que conforme estudo da Universidade da Califórnia (UCLA) ocorre entre 6 a 30 segundos, sendo que a aparência é responsável por 55% dessa avaliação. De forma resumida e simplificada, essa habilidade é automática e acontece como uma reação física em nosso cérebro que envia mensagens positivas ou negativas em relação a tudo que vemos, nos fazendo responder automaticamente a qualquer estímulo visual.


Vamos aprofundar um pouco mais sobre o assunto, partindo do princípio que somos avaliados a todo momento, seria de grande valia se soubéssemos rapidamente o que estamos acertando ou errando, daí a grande importância do FEEDBACK. Quando mergulhamos no mundo corporativo é mais comum obtermos esse feedback seja ele positivo ou negativo. É importante frisarmos que o feedback negativo nada tem haver com humilhar ou desmerecer o trabalho de alguém e sim pontuar itens a melhorar dessa pessoa.


O feedback POSITIVO é sempre muito mais fácil de ser passado ao próximo, por que normalmente é seguido de elogios e parabéns com muitas risadas, já o feedback NEGATIVO é sempre mais complexo, por esse motivo o responsável em dar esse tipo de informação deve saber como transmiti-la, dessa forma a pessoa está recebendo aquele "feedback negativo" consiga absorver de forma positiva aquela importante informação e consiga crescer.


Feedback no mundo corporativo

Eu gostaria de citar uma exemplo da minha própria empresa, em 2011 para ser mais exato implantei uma planilha de avaliação de desempenho semestral a qual irei deixar o link para que a mesma possa ser utilizada por vocês leitores em suas respectivas empresas. PLANILHA


Nessa planilha vários aspectos são avaliados:

  1. Produtividade

  2. Qualidade

  3. Criatividade

  4. Iniciativa

  5. Relacionamento

  6. Responsabilidade

  7. Disciplina

  8. Aparência Pessoal

  9. Pontualidade

  10. Cooperação

Dentro de cada item descrito acima existem sub itens que são avaliados e por fim gerada uma nota final após a soma de todos os itens.


O mais interessante nessa avaliação ao meu modo de ver é a forma como ela é feita, não apenas o gestor da área faz a avaliação de seu colaborador, mas o próprio colaborador se auto avalia, ou seja ele recebe a mesma planilha que seu gestor e faz sua auto avaliação (é mais difícil se auto avaliar do que ser avaliado), aí você pode pensar que com certeza a pessoa que se auto avalia deve colocar nota 10 em todos os itens, dessa forma ela não precisaria se justificar nos itens com nota baixa, muito pelo contrário, por incrível que pareça as pessoas já conhecem seus pontos a melhorar e apontam todos, o que facilita ao gestor no momento do feedback de cada item, e quando possui algum tipo de discrepância em alguma nota ambos expõe suas opiniões e debatem de forma muito aberta e tranquila chegando em um denominador comum.


Pode acreditar que funciona e todos aguardam ansiosamente por essa avaliação, isso também permite mostrar aos funcionários o por que eles merecem ou não um aumento de salário ou bonificação, mas é importante frisar que não precisa aguardar 6 meses para dar um feedback seja positivo ou negativo, essa prática deve ser diária, principalmente as positivas, são as que motivam seus funcionários a querer continuar a trabalhar em sua empresa.


Quando e como dar um feedback

1 – Feedback deve ser dado de forma rápida

Conforme citado no texto acima o feedback deve ser algo de nosso cotidiano, logo se algo que mereça feedback aconteceu, este deve ser dado o quanto antes. Não adianta muito falar sobre uma situação que aconteceu hoje somente daqui a um ou dois meses. Seja rápido.

2 – Aprenda a se expressar sem gerar stress

Ao invés de dizer ao seu colega “...Você tem me aborrecido com essas atitudes...”, diga “...Eu não me sinto confortável com essas atitudes...”. Não parece uma grande mudança, mas o resultado final é muito melhor.

3 – Não enrole para falar

Seja direto e claro, evite falar o desnecessário, assim não confundirá as pessoas e o resultado final será muito mais positivo.

4 – Lado positivo, todos temos um

Todos temos um lado positivo, tente ressaltá-las antes e depois dos itens a serem melhorados.

5 – Seja profissional

Tenho certeza que por diversas vezes, você já recebeu um feedback negativo e levou pelo lado pessoal, por que você sabe que aquela pessoa não "gosta" de você, coloque uma coisa em sua cabeça, aquela pessoa não tem que gostar de você mesmo, ela não é a sua amiga, é apenas um colega de trabalho o qual você deve trabalhar de forma profissional ao lado dela e atingir os objetivos e metas estabelecidos pela empresa.

6 – Seja agradecido


Receber feedback pode ser ótimo para entender melhor a imagem que temos passado e melhorar alguns pontos importantes. Agradeça, observe o que faz sentido dentro do que foi falado, e parta para a melhoria.

7 – Não concordei com o feedback o que fazer?

Se a feedback recebido não o agradou e você não concorda com ele, não precisa "engolir" a seco e ficar quieto, converse com a pessoa que te passou o feedback e tente entender melhor o motivo o qual a fez chegar naquela conclusão, de repente foi por uma atitude sua isolada que nem você mesma se lembra e que para aquela pessoa foi muito ruim em algum aspecto. Não é vergonha alguma receber um feedback negativo, o importante é saber absorver e crescer com a informação recebida.


Espero que tenha gostado desse post. Nos siga nas redes sociais, compartilhe com amigos e colegas por que outros posts como estes sempre serão postados

100 visualizações